30 de novembro de 2007

Paternidade

Acrilico sobre tela - 116x90 cm - Ano 2001

…Cada filho é um bem em si mesmo, por mais dificuldades que sua vinda acarrete. Está situado no ponto de encontro do amor entre o pai e a mãe, vem confirmá-lo, fortalecê-lo, aprofundá-lo.( assim deveria ser) Cada filho exige dos pais um aprimoramento no exercício de se doar pelo bem de outrem, apela ao seu interior, à razão e à sensibilidade; clama por identificar neles a grandeza natural a que todo homem procura se ordenar, a imagem onde espelhar-se... E quando essa expectativa se frustra, frustra-se também boa parte de suas mais nobres aspirações….

Texto sobre “ Paternidade” da Dra. S.C. Uliano
anapintura, ana marques, gravidez masculina, afectos, pai, amor ,se o homem engravidasse

24 de novembro de 2007

...Se o homem engravidasse...

Acrilico sobre tela - Ano 2001 - 116x90 cm

Pensar a guerra deverá ter sido, ao longo dos tempos, uma actividade praticamente constante, no que concerne à Humanidade. Para uns uma inevitabilidade inerente à conquista/manutenção do poder, para outros um fenómeno económico incontornável e, na lógica puramente militar, uma profissão cuja remuneração é mais aliciante quando se permanece em teatro de guerra.
A partir do último quartel do Século XX as politicas e estratégia militar foram significativamente alteradas. Os soldados não lutam corpo a corpo, o grande número de vitimas constitui-se como a população, indefesa, mas sempre com um apego infindável à vida.
Não se enumeram neste texto as guerras, os carrascos e as vitimas. Certamente, pelas intensidades e quantidade, seria um trabalho, para além de ciclópico e sempre incompleto, imensamente triste.
O que sugere com uma clareza é uma preponderância universal da masculinidade, - tal como define Hofstede -, na racionalização da guerra como forma de resolução de conflitos.
anA, por duas vezes, gozou, até ao mais intimo pormenor, a gestação e o parir. Quer no processo, quer no evento, nos amores e os prazeres da relação e do momento, sublimaram e marcaram indelevelmente a rejeição às violências e, por maioria de razão, àquelas perpetradas pelo Estado - o depositário único do assassínio legitimado.
O homem está num processo menos abrangente, humano mas não humanizante. Ama o seu filho e promove a Guerra para bem do seu filho - -o elemento de penetração de si no futuro. Ama o seu filho e provoca a morte do filho de outro homem. Chora a morte do seu filho mas exalta a morte do assassino do seu filho, que matou para não ser morto pelo filho do homem
Exausta, anA resolve “quase definitivamente” a questão em trabalhos “quase pragmáticos” no campo da lógica “quase matemática” «Se o homem engravidasse então o Homem masculino não guerreava», pinta.

Ernesto Podrigues
Maio 2001
anA marques, anApintura ana, gravidez masculina, gravidez ,afectos


20 de novembro de 2007

A Convenção sobre os Direitos da Criança









meninos e meninas de Timor- ano de 2006

Crianças felizes, tornam-se em adultos felizes , que por sua vez, tornam felizes as suas crianças. Assim... todos seriam felizes .
A realidade é diferente …..
Clique aqui para ler Convenção

17 de novembro de 2007

Auto-Retrato

Trabalho exposto na Casa Bocage em 2004, no âmbito da abertura das comemorações do Ano Bocage 2005

Titulo - Uma Deidade
Técnica mista sobre madeira
140x100 cm

-----------------------------------------------------------------
Auto-retrato

Magro, de olhos azuis, carão moreno,
Bem servido de pés, meão n’altura,
Triste de facha, o mesmo de figura,
Nariz alto no meio, e não pequeno;

Incapaz de assistir num só terreno
Mais propenso ao furor do que à ternura,
Bebendo de níveas mãos por taça escura
De zelos infernais letal veneno;

Devoto incensador de mil deidades
(Digo de moças mil) num só momento,
E somente no altar amando os frades;

Eis Bocage, em que luz algum talento:
Saíram dele mesmo estas verdades
Num dia em que se achou mais pachorrento

Bocage
anA marques, anApintura, Centro de Estudos Bocageanos o seu presidente Daniel Pires,blog anA marques

13 de novembro de 2007

A Máscara

.............................Osso escultura
................................18x14 cm

Encontrei este osso quando passeava pela Charneca Ribatejana. Não sei ao certo a que animal pertence. Penso que é dum cão.
Sempre que o observo vejo uma máscara.

O uso da máscara como elemento cénico surgiu no teatro grego, por volta do século V a.C.

O símbolo do teatro - a máscara- é uma alusão aos dois principais géneros da época: a tragédia e a comédia.
Persona era o nome da máscara que os actores do teatro romano usavam. A sua função era dar ao actor a aparência que o papel exigia, ampliar sua voz, permitindo que fosse bem ouvida pelos espectadores. A palavra é derivada do verbo "personare" ou "soar através de".

Na psicologia analítica, persona é a "máscara ou aparência" que uma pessoa na busca de adaptação social, apresenta ao mundo.
Todos fazemos uso da "máscara", é natural procedermos por meio da "persona" numa ou outra ocasião, e essencialmente nos relacionamentos profissionais. Entretanto, como em todas as características de conduta, existem pessoas que se deixam absorver pela máscara .
--Ao desejarem ser socialmente aceites , escondem a sua verdadeira identidade.--

8 de novembro de 2007

Nu feminino

....................................Estudo a pastel sobre papel craft


O desenho é um suporte artístico ligado à produção de obras bidimensionais, diferindo, porém, da pintura e da gravura. Neste sentido, o desenho é encarado tanto como processo quanto como resultado artístico. No primeiro caso, refere-se ao processo pelo qual uma superfície é marcada aplicando-se sobre ela a pressão de uma ferramenta (em geral, um lápis, caneta ou pincel) e movendo-a, de forma a surgirem pontos, linhas e formas planas. O resultado deste processo (a imagem obtida) , portanto, também pode ser chamada de desenho. Desta forma, um desenho manifesta-se essencialmente como uma composição bidimensional formada por linhas, pontos e formas.


A representação do homem vitruviano, como imaginado por Leonardo da Vinci, é um dos desenhos mais conhecidos do mundo.

O desenho envolve uma atitude do desenhista (o que poderia ser chamado de desígnio) em relação à realidade: o desenhista pode desejar imitar a sua realidade sensível, transformá-la ou criar uma nova realidade com as características próprias da bidimensionalidade ou, como no caso do desenho de perspectiva, a tridimensionalidade.
anA marques, anApintura, pastel, papel.

1 de novembro de 2007

Poesia Erótica de Bocage


video

Palete das Eróticas - palete, cx cartão, massas (da sopinha de letras)

Ano 2004

Trabalho exposto:

Na Sociedade Nacional de Belas Artes em Dezembro de 2004

Na Escola Superior de Educação de Setúbal e no Museu de Arqueologia em Setúbal, no âmbito das Comemorações do "2005 Ano Bocage".

anA marques anApintura, poesia, Centro de Estudos Bocageanos o seu presidente Daniel Pires